• T-
  • T
  • T+
CÓDIGO SINDICAL: 565.000.02779-7
Filiado à CUT Contracts

ARTIGO - Setembro Amarelo: precisamos falar sobre suicídio

Criado em 2014, o Setembro Amarelo é uma campanha nacional que visa prevenir o suicídio. A incidência deste ato no mundo tem aumentado em proporção maior do que a taxa de crescimento vegetativo da população. Levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que esta é a causa de 1,2 milhão de mortes precoces por ano.

No Brasil, segundo diagnóstico feito entre 2011 e 2016 pelo Ministério da Saúde, homens são 79% das vítimas, predominantemente indígenas, jovens e idosos. Entre os jovens, o suicídio é a terceira maior causa de morte, atrás apenas de mortes por violência e acidentes de trânsito.

Entre os fatores de risco para o suicídio estão transtornos mentais, como depressão, alcoolismo, esquizofrenia; questões sociodemográficas, como isolamento social; causas psicológicas, como perdas recentes; e condições clínicas incapacitantes, como lesões desfigurantes, dor crônica e neoplasias malignas (Fonte: http://www.saude.ms.gov.br). A configuração atual do trabalho também contribui para esta trágica estatística. Não por acaso, profissões com carga significativa de estresse, com alto nível de cobrança por desempenho, assédio moral, nível baixo de satisfação com o ambiente de trabalho, remuneração baixa e precariedade das condições de trabalho são as mais afetadas.

A conjuntura sociopolítica no país pós-golpe e a insegurança resultante das várias medidas que levaram à crise econômica-moral brasileira, bem como a violência social e as demais causas citadas acima, alertam para a necessidade da prevenção ao suicídio. O reconhecimento dos fatores de risco e dos fatores protetores é fundamental e pode ajudar. Se você acha que está tendo problemas relacionados à sua saúde mental ou conhece alguém que está passando por alguma dificuldade, procure ajuda. No site www.campanhasetembroamarelo.com.br você encontra mais informações sobre o assunto, bem como uma lista de profissionais especializados.


Regina Abrahão – diretora colegiada do SEMAPI

 

Voltar
  • SEMAPI-RS
  • 0800 5174 06
    (51) 3287 7500
  • ouvidoriasemapi@gmail.com
  • Travessa Alexandrino de Alencar, 83, bairro Azenha - Porto Alegre/RS
  • Newsletter