• T-
  • T
  • T+
CÓDIGO SINDICAL: 565.000.02779-7
Filiado à CUT Contracts

AUXÍLIO EMERGENCIAL - Veja como receber o benefício de R$600

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (7) as formas de cadastramento disponíveis para os trabalhadores informais pedirem o auxílio emergencial de R$600. O benefício tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo Coronavírus. O SEMAPI aproveita para esclarecer as principais dúvidas a respeito do benefício. Confira:

O que é
- Ajuda financeira no valor de R$600, que será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.
- Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200.

Quem não precisa se cadastrar
- Quem já estava inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) até o dia 20/03/2020 e que atende às regras do Programa receberá sem precisar se cadastrar. O auxílio será creditado automaticamente na conta usada para receber o benefício.
- Quem recebe o Bolsa Família também pode dispensar o aplicativo lançado pelo governo. Lembrando que os dois benefícios não são cumulativos. A pessoa receberá, por três meses, o valor que for maior.

⇒ Quem não sabe se está registrado no CadÚnico deve fazer a consulta por meio do site meucadunico.cidadania.gov.br/meu_cadunico

Quem tem direito ao benefício
O benefício será pago a trabalhadores informais, desempregados, contribuintes individuais do INSS e a microempreendedores individuais (MEIs). Para ter acesso ao Auxílio Emergencial, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

Maioridade: ter mais de 18 anos e CPF ativo
Não ter emprego formal: trabalhadores autônomos com rendas informais
Não ser beneficiário: não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família (Obs: Bolsa Família não impede de receber Auxílio Emergencial)
Renda familiar: renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135);
Rendimentos tributáveis: não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70;
Renda média: ter cumprido o requisito de renda média até 20/03/2020.

Como se cadastrar
As pessoas que não estavam no CadÚnico até 20/03/2020, mas que têm direito ao auxílio, poderão se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo Aplicativo Auxílio Emergencial | CAIXA.

Web - Acesse https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

Aplicativo móvel - Acesse o app na Google Play (Android):
https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

ou na App Store (iPhone):
https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331
 

Etapas
1 - No portal ou no app, clique em "Realize sua solicitação"
2 - Informe seus dados pessoais, como nome e CPF, e envie o pedido.
3 - O sistema fará uma análise das informações fornecidas e, em seguida, informará se o solicitante tem ou não direito à renda emergencial.

Como receber
Os pagamentos serão realizados via depósito bancário. A Caixa vai disponibilizar contas digitais gratuitas a pessoas que não movimentam valores em bancos.

Duração
O governo definiu que o benefício dura três meses – ou até o fim da emergência da Covid-19. A validade do auxílio poderá ser prorrogada de acordo com a necessidade.

Calendário de pagamentos

Primeira parcela
- 9 de abril para os registrados no CadÚnico, que não recebem Bolsa Família e têm conta no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal;

- 14 de abril para os cadastrados no CadÚnico e quem não têm conta nesses bancos;

- 5 dias úteis após a inscrição para os trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial;

- Últimos 10 dias úteis de abril para os beneficiários do Bolsa Família, de acordo com o calendário do programa.

Segunda parcela
- 27 a 30 de abril para quem está no Cadastro Único e não recebe Bolsa Família, além de trabalhadores informais aceitos no programa de auxílio emergencial;

- Últimos 10 dias úteis de maio: beneficiários do Bolsa Família.

Terceira parcela
- 26 a 29 de maio: pessoas do CadÚnico que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial;

- Últimos 10 dias úteis de maio: beneficiários do Bolsa Família, de acordo com calendário regular do programa.

Para esclarecer dúvidas, disque 111
 


Com informações da CAIXA
http://www.caixa.gov.br/auxilio/PAGINAS/DEFAULT2.ASPX


 
Voltar
  • SEMAPI-RS
  • 0800 5174 06
    (51) 3287 7500
  • ouvidoriasemapi@gmail.com
  • Travessa Alexandrino de Alencar, 83, bairro Azenha - Porto Alegre/RS
  • Newsletter