• T-
  • T
  • T+
CÓDIGO SINDICAL: 565.000.02779-7
Filiado à CUT Contracts

Comunidades quilombolas debatem ações em Santana do Livramento

Políticas Públicas e Comunidades Quilombolas, Ações Afirmativas, Juventude Rural e Ancestralidade foram os temas abordados no último final de semana (29 e 30/11) em Santana do Livramento, durante o V Encontro de Comunidades Quilombolas do Pampa.

O evento foi realizado na Comunidade de Remanescente de Quilombo Ibicuí da Armada, organizadora do evento, ao lado da Uergs, Unipampa e Emater/RS-Ascar, conveniada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), além da Federação das Associações de Remanescentes de Quilombos (Feaq) e Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq).

Durante o encontro, houve troca de sementes e atividades culturais. Participaram mais de 200 pessoas, de 82 comunidades de remanescentes de quilombos de 31 municípios do Estado, e técnicos e extensionistas da Emater/RS-Ascar.

Para a extensionista da Emater/RS-Ascar, Regina Miranda, o evento foi uma oportunidade para avaliar a situação dos quilombos no Estado e no cenário brasileiro. Ela destaca que, durante o evento, foi consenso a formação de um grupo composto por um membro de cada comunidade, a fim de buscar, de forma conjunta, a garantia dos direitos sociais quilombolas e melhorar a aproximação com as diversas secretarias municipais, pautando o poder público para auxiliar na organização das comunidades, a fim de garantir o reconhecimento e constituição do quilombo, e buscar, junto aos órgãos de fomento, a criação de linhas de crédito específicas para as comunidades, para aquisição de maquinário agrícola, matrizes para melhoramento genético dos rebanhos ovinos e bovinos dentre outros.

Em parceria com a Emater/RS-Ascar, os participantes do Encontro defendem a ampliação da Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) junto às comunidades, bem como a criação de um selo quilombola, para os produtos cultivados nas comunidades.

A elaboração de uma cartilha voltada às crianças, que conte a história, tradição e costumes dos diferentes quilombos do RS, e de estratégias para que a juventude quilombola se capacite (estude), mas não abandone a comunidade, também foram defendidas durante o evento, que salienta a necessária ampliação do número de escolas e de cursos qualificantes, propondo junto ao poder público e instituições parceiras a criação de projetos que estimulem a geração de renda, em especial para a mulher quilombola.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar
Voltar
  • SEMAPI-RS
  • 0800 5174 06
    (51) 3287 7500
  • ouvidoriasemapi@gmail.com
  • Travessa Alexandrino de Alencar, 83, bairro Azenha - Porto Alegre/RS
  • Newsletter